Dicas Para Manter uma Boa Memória

Dicas para manter uma boa memória

Existem três pilares associadas à boa memória: sono, testes e treinos. A atenção também é muito importante, já que se trata da “porta de entrada” para a memória. Em resumo, é preciso dormir durante o intervalo dos estudos, treinar o cérebro (revisando o que foi estudado), e efetuar testes (parte do aprendizado).

O estudante deve tirar uma soneca entre um estudo e outro, variar a matéria e checar repetidamente o conteúdo estudado, pois isso fará diferença na memorização, e a manutenção desse ciclo consolida as informações no cérebro.

Quando uma pessoa estuda muitas matérias ou o faz ao longo de muitas horas sem interrupção, a assimilação das informações é comprometida. É como se houvessem vários carros passando por uma estrada de terra, deixando a poeira suspensa no ar, que só voltará à superfície depois que o fluxo de carros for interrompido.

Mais importante do que a quantidade de horas dedicadas ao estudo, é a checagem de toda informação adquirida.

Memória de curto prazo

A memória de curto prazo é aquela que armazena as informações que são esquecida mais rapidamente pelo cérebro. Com exercícios e recordações ao longo do tempo, é possível guardá-las por muito mais tempo, por exemplo, até nomes dos professores do primário.

Sono e descanso

É preciso conceder ao cérebro a oportunidade de descansar. Pesquisas demonstram que, se o indivíduo ampliar sua carga horária de estudos, por exemplo, de 2h para 4h, e não reservar um intervalo para tirar uma soneca, poderá prejudicar seu desempenho.

Treino e reorganização dos pensamentos

Os pensamentos devem ser reorganizados, revistos e recordados. O hábito de visualizar fotografias e revisitar cadernos antigos, por exemplo, deve ser reforçado.

Texto relacionado: saiba qual é o melhor curso de memorização e leitura dinâmica.

Testes e fixação do conteúdo

Algumas pessoas “fogem” dos testes, mas eles não se resumem a provas usadas para mensurar o volume de conteúdo aprendido, e fazem com que o aprendizado do estudante seja contínuo e mais eficaz, e cumprem a função de fixar melhor o aprendizado na memória.

Exercícios neuróbicos

A neuróbica consiste em alterar o modo de execução das atividades realizadas sempre da mesma forma. As pessoas podem, por exemplo, mudar a maneira de realizar suas atividades ao longo da semana. Assim, fazer neuróbica é praticar ginástica cerebral.

Persistência na preparação para concursos públicos

A persistência é importante, pois somente obtém sucesso quem persiste, ou seja, pessoas que não se deixam abater pelas dificuldades e desafios que enfrentam ao longo de um processo. O verbo persistir provém do latim persistere, que significa: continuar com firmeza. Ademais, isso afeta a neuroplasticidade cerebral, já que o cérebro é modificado conforme se dá o aprendizado.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

error: Conteúdo protegido!