Dieta para Perder Gordura Abdominal

Alimentos para perder peso

Este é o segundo post de nossa série sobre saúde corporal. Hoje, trataremos sobre a dieta que faz perder gordura abdominal.

Cabe frisar que essa dieta deve ser equilibrada, em outras palavras, não basta se alimentar corretamente apenas durante o café da manhã, por exemplo. Além disso, os alimentos sugeridos são voltados às pessoas que possuem dificuldade em eliminar a gordura abdominal.

Existem alimentos que potencializam a perda de gordura abdominal. No entanto, para obter tal benefício é essencial que o indivíduo mantenha uma rotina saudável, tanto no que se refere à alimentação, quanto à prática de atividade física.

Evidentemente, os benefícios também podem ser obtidos pelos indivíduos que desejam começar a se alimentar adequadamente. Contudo, o foco principal recai sobre aqueles que estejam com dificuldade em queimar a última parcela de gordura, um problema que afeta a grande maioria das pessoas.

Fibras

A referida dieta é extremamente rica em fibras, as quais devem estar presentes em todas as refeições. Pensando nisso, é recomendável elaborar um mix de fibras por meio da mistura de:

  • 1 copo de gérmen de trigo;
  • 1 copo de amaranto;
  • 1 copo de farinha de linhaça (dourada ou marrom);
  • 1 copo de gergelim.

Todos esses alimentos podem ser encontrados em lojas de produtos naturais.

Cabe ressaltar que os ingredientes devem ser misturados e armazenados em um pote escuro e hermeticamente fechado. Esse cuidado é necessário para evitar a oxidação dos elementos, o que os deixará com sabor rançoso.

Deve-se consumir 1 colher (sopa ou sobremesa) do mix no café da manhã. O típico café da manhã composto por pão e leite deve ser reservado para o fim de semana. Nos demais dias, o mix deve ser usado em batidas com leite desnatado e alguma fruta. A mistura de grãos também pode incrementar sucos. Na sequência, é recomendada a ingestão de uma fruta, como mamão ou banana.

Leitura recomendada: quer saber mais sobre as fibras? Então, confira o terceiro artigo de nossa série.

Óleo de coco

O óleo de coco colabora para a diminuição da medida abdominal. Antes e depois dos exercícios é recomendável priorizar o consumo de óleo de coco em sua forma pura: 1 colher de sopa 30 minutos antes e depois do treinamento físico. Vale destacar que o sabor é desagradável e semelhante a um óleo adocicado. Logo, as pessoas que não apreciam o aroma da gordura nos lábios se sentirão desconfortáveis. Contudo, os resultados tendem a ser bastante satisfatórios.

Como também é aconselhável ingerir carboidratos antes dos exercícios, o óleo de coco pode ser espalhado, por exemplo, sobre uma fatia de pão. Já após a atividade física, o indivíduo deve consumir apenas o óleo de coco. Não há problema em dispensar os carboidratos, pois esse óleo contém ômega-9, igualmente presente no abacate (que deve ser consumido no fim da tarde) e azeite. Essa substância aperfeiçoa o processo de lipólise.

Óleo de cártamo

O princípio de ação do óleo de cártamo é o mesmo do óleo de coco, mas o primeiro é rico em ômega-6. Muitas pessoas acreditam que o simples consumo de óleo de cártamo é o suficiente para perder gordura abdominal. Entretanto, indivíduos que possuem uma dieta desequilibrada já apresentam excesso de ômega-6. Logo, a ingestão desse óleo resultará em um acúmulo ainda maior da substância. Nessas circunstâncias, além de ganhar peso, o indivíduo poderá ter um grave problema no fígado.

Conclusão: o consumo de óleo de cártamo deve ser feito mediante a prática de exercícios físicos, aliada a uma alimentação extremamente saudável. Além disso, é fundamental que haja um balanço entre as concentrações de ômega-3 e ômega-6. O excesso do segundo em detrimento do primeiro faz com que o efeito do ômega-6 seja nocivo, uma vez que ele se torna um composto pró-oxidativo. Como uma dieta convencional já é repleta de ômega-6 (presente no óleo de soja, arroz, carne, etc.), é preciso se preocupar em consumir ômega-3, que geralmente é ignorado pela maioria das pessoas.

Leitura recomendada: descubra o remédio para emagrecer que funciona.

Canela e cacau

Uma forma de consumir canela juntamente com cacau é misturá-los ao abacate no final da tarde. O estresse e os longos períodos entre as refeições (acima de três horas) são dois fatores que contribuem para acúmulo da gordura abdominal. Conforme a concentração de cortisol aumenta, o organismo amplia a deposição de gordura na região do abdômen como forma de se proteger. Portanto, as pessoas devem reduzir o estresse para evitar a produção excessiva de cortisol.

Como a canela combate o estresse, é interessante incluí-la na dieta. Basta misturar 1 colher (chá) de canela em pó no chá, sobre alguma fruta in natura ou batida com leite durante o café da manhã. O cacau pode acompanhar a canela em todas essas preparações.

Chá verde

O chá verde contém teanina, substância que também ajuda a diminuir o índice de cortisol. Logo, a bebida é igualmente útil na redução da gordura corporal. Além disso, vale lembrar que o chá verde é altamente diurético e acelera o metabolismo, portanto, é extremamente importante inseri-lo em meio às refeições.

O princípio ativo da erva está mais concentrado no chá verde em cápsulas. Contudo, é salutar que seu consumo senha acompanhado de perto por um médico especializado em fitoterapia ou de um nutricionista.

Exercícios físicos

Os exercícios físicos são essenciais e o melhor horário para praticá-los é durante a manhã, pois dessa forma eles aprimoram nosso metabolismo. Caso a prática seja inviável no período matutino, essas atividades podem ser efetuadas em qualquer horário do dia. O importante é manter a regularidade dos treinamentos.

Mas atenção! Antes de começar a prática dos exercícios físicos, você deve saber quais exames devem ser feitos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

error: Conteúdo protegido!