Quais Exames Devem ser Feitos Antes de Começar Academia

Quero começar uma academia, e agora?

Você está pensando em iniciar uma academia ou mesmo correr diariamente? Seu intuito é perder peso e aprender a se alimentar corretamente? Então você precisa ler nossa série de posts sobre saúde corporal.

Depois de se matricular na academia, o ideal é que, antes de iniciar os exercícios físicos, o indivíduo seja previamente avaliado por um preparador físico ou fisioterapeuta autorizado pelo estabelecimento, porém, grande parte dos profissionais de educação física presentes nas academias está despreparada para orientar corretamente os praticantes de atividade física.

Na verdade, todas as articulações deveriam ser avaliadas, tarefa para a qual normalmente os ortopedistas apresentam um melhor preparo. Esse profissional deve ser capaz de detectar problemas no ombro ou joelhos apenas ao colocar as mãos sobre as referidas regiões.

Leitura recomendada: descubra agora quais são os melhores exercícios para perder peso.

Síndrome de impacto

Existem determinadas práticas esportivas, como o tênis, taekwondo, judô e hóquei, que exigem que os atletas agachem constantemente. Caso exista um caroço nas proximidades da ponta do fêmur, ele poderá se chocar com a borda do acétabulo, acarretando a chamada lesão do lábrum.

O caroço na cabeça do fêmur é removido mediante intervenção cirúrgica. Essa doença se chama síndrome de impacto. A flexão do quadril em um ângulo superior a 90º durante a execução de determinados exercícios, pode estimular a o desenvolvimento do problema, e em alguns casos, ele só se manifestará após uma má execução no leg press ou até mesmo devido à utilização inadequada da bicicleta ergométrica, por exemplo.

Para que a doença ocorra, basta que o indivíduo tenha uma pequena má-formação óssea na cabeça do fêmur, que poderá ser amplificada no decorrer da prática incorreta dos treinamentos físicos, por essa razão esse tipo de lesão é muito comum em academias.

Esse incômodo também poderá acometer o púbis. O tenista brasileiro Guga, por exemplo, apresentou o referido problema, mas a falta de um diagnóstico preciso fez com que ele fosse submetido a tratamentos incorretos, voltados à tendinite dos adutores, pubalgia, e dores nas costas.

Portanto, antes de iniciar a prática esportiva é altamente aconselhável que se faça uma avaliação ortopédica a fim de avaliar o estado dos joelhos, tornozelos, quadris, coluna, desnível da bacia, e um possível desalinhamento dos ombros. Através de um exame clínico é possível detectar cerca de 90% dos problemas.

Eventualmente, será preciso realizar avaliações subsidiárias, por exemplo, por meio de radiografias. Porém, o indivíduo não deve permitir que o ortopedista solicite um exame de raio-x sem que antes tenha sido feita uma análise prévia, afinal, a radiação emitida pelos raios-x é perigosa. Antes de se submeter a uma radiografia, as mulheres precisam ter plena certeza de que não estão grávidas, já que o exame pode ocasionar má-formação no feto.

Em medicina, o profissional deve efetuar as análises seguindo essa ordem: duração da queixa, história pregressa da moléstia atual, antecedentes familiares, e exame físico. Depois disso será possível chegar a algumas hipóteses diagnósticas.

Sintomas de problemas associados ao quadril

Pessoas que possam ter complicações no quadril tendem a sentir dores após permanecerem sentadas durante longos períodos na mesma posição. Esses indivíduos também podem manifestar dores nas costas e bumbum, além de incômodo quando cruzam as pernas, hábito que, por sinal, deve ser evitado. Soma-se a esses sinais a necessidade de posicionar um travesseiro no meio das pernas na hora de dormir.

Desalinhamentos da rótula

Durante o exame físico é possível notar possíveis desalinhamentos da rótula. Esse tipo de problema é muito comum e ocorre principalmente em indivíduos que, durante a infância, com frequência costumavam se sentar sobre as pernas, hábito que pode provocar uma torção interna no fêmur. A rótula gira sobre uma parte denominada tróclea. Caso haja uma pequena torção na entrada do fêmur, a rótula assume uma posição ligeiramente pendente para a lateral.

Subir e descer escadas pode causar lesões

Enquanto o indivíduo possui farta cartilagem, o ato de subir e descer escadas não provocará dores. A ausência do incômodo se deve à inexistência de nervos na cartilagem. Logo, a dor, semelhante a que ocorre nos dentes, surge somente após o completo desgaste da cartilagem, que culmina no atrito ósseo.

Portanto, pessoas que possuam um mau alinhamento da rótula na articulação fêmoro-patelar, podem desenvolver problemas de saúde ao subir e descer escadas. A mesma consequência pode advir da prática de steps em academias. Muitos praticantes começam a se queixar de dores logo após o início da atividade, o que poderia ser evitado mediante a realização prévia de exames clínicos.

Aquecimento e alongamento muscular

O aquecimento muscular deve ser realizado antes do exercício físico, enquanto o alongamento deve ser executado posteriormente. Ademais, o hábito mais importante para evitar lesões é jamais praticar exercícios físicos com o corpo cansado. Caso contrário, o indivíduo estará sujeito a apresentar danos musculares, ruptura de tendão ou entorse do joelho. Logo, ninguém deve praticar esportes após uma noite mal dormida, por exemplo. Os músculos cumprem uma ação protetora, logo, a exaustão muscular aumenta o risco de lesões, e assim o corpo fica mais vulnerável a sofrer, por exemplo, uma lesão do ligamento cruzado anterior do joelho.

Eficácia da fisioterapia

Cerca de 50% ou mais do sucesso de um tratamento depende da fisioterapia, que caminha lado a lado com a ortopedia. Cabe ressaltar que a fisioterapia moderna não se resume ao uso ostensivo de aparelhos que medem ondas curtas. A verdadeira terapia fisioterápica consiste na realização de exercícios, alongamentos e fortalecimento muscular, e eventualmente pode ser necessário o uso de um ultrassom de ondas curtas.

Infelizmente, devido à baixa remuneração oferecida pelos planos de saúde aos fisioterapeutas, tem-se notado uma elevada demanda de pacientes atendidos por estudantes que realizam seu estágio sem terem uma supervisão adequada. Ademais, um estudante jamais deve clinicar sem ser monitorado por um profissional experiente. Portanto, antes de iniciar o tratamento, o paciente deverá confirmar se será tratado por um estagiário supervisionado.

Leia o segundo artigo de nossa série e descubra tudo sobre a dieta que faz perder gordura abdominal.

Fonte:

remedioparaemagrecerrapido.net.br

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

error: Conteúdo protegido!